“A COISA MAIS LINDA É O SONHO DE POETA”: O UNIVERSO ONÍRICO DE CAROLINA MARIA DE JESUS

Joaquim Humberto Oliveira, José Carlos Sebe Bom Meihy

Resumo


A proposta deste artigo é analisar o papel dos sonhos nos diários de Carolina Maria de Jesus. Partindo-se da combinação dos fragmentos publicados em “Quarto de despejo”, na versão de Audálio Dantas, como nos originais inéditos, buscou-se valorizar aspectos subjetivos, pouco prezados na consideração geral da obra desta escritora. Na mesma ordem, o sentido da palavra sonho como expectativa demonstra a dimensão da produção de Carolina como um projeto de vida. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.