OS TIPOS DE NARRADORES NA OBRA DE DOSTOIÉVSKI

Glauber Rezende Jacob Willrich, Klaus Eggensperger

Resumo


As discussões a respeito da figura do narrador em uma obra literária sempre foram problemáticas no âmbito da teoria literária: ela sempre produziu diferentes posicionamentos de acordo com as diferentes formas de narrar, as diferentes posições que o narrador pode assumir, bem como as diferentes formas de representação do relato em uma unidade formal. Pensando nestes aspectos, e considerando as obras do período do realismo russo - particularmente as obras de Dostoiévski - este trabalho propõe analisar, à luz de alguns conceitos de narratologia de linha Barthesiana e também da estética da recepção, algumas obras do autor russo, tais como  Gente Pobre, Memórias do Subsolo, Nietotchka Niezvânova, O Idiota, Os demônios, e Recordações da casa dos mortos; e propor reflexões a respeito das implicações que os diferentes tipos de narradores produzem sobre a recepção e interpretação da obra literária.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.