HISTÓRIA ORAL COMUNITÁRIA - DO PROCEDIMENTO PRAGMÁTICO AO ENCONTRO DAS NARRATIVAS NO RECONHECIMENTO ONTOLÓGICO

Renato da Silva, Fábia de Castro Lemos

Resumo


A presente proposta de reflexão encontrou motivação ante a necessidade que captura o pesquisador em seu trabalho de campo, notadamente quando precisa definir o caminho pragmático e metodológico para designação de procedimentos que possibilitem a construção de seu estudo. No entanto, não pretendemos dar propor discussão eminentemente teórica a nossa reflexão, isso porque buscaremos refletir acerca de um caminho ambivalente, que por um lado, lance mão de elementos procedimentais  que possa suportar o processo cognitivo voltado a investigações sociais e em outra via, que tenham por objetivo o reconhecimento de identidades, notadamente em questões que orbitem na esfera do gênero entre outras demandas que versem sobre o arcabouço de práticas, saberes e narrativas produzidos por grupos sociais, que ainda buscam seu espaço e reconhecimento identitário, o que implica na postura de pesquisadores mais humanizados e menos racionalizados, que por um lado possam desenvolver uma pesquisa objetiva, mas impactante quiçá transformadora para o segmento ou para a comunidade estudada, na perspectiva da transmutação integral, onde o objeto de estudo se reconstrói e se apresenta como agente colaborador da pesquisa, receptor e beneficiário do produto pesquisado onde o processo de entrega ao grupo consolida a co-labor-ação na valorização das narrativas, na contribuição de novas reflexões convergindo ao reconhecimento das vozes e de suas identidades.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.