A geração Y e o mercado de trabalho: percepções dos alunos do Curso de Turismo da Universidade Federal Fluminense

Flora Thamiris Rodrigues Bittencourt, Carolina Lescura de Carvalho Castro

Resumo


Atualmente nota-se a busca por um modelo de gestão de pessoas capaz de gerenciar a diversidade presente no espaço laboral. Considera-se que as empresas possuem uma pluralidade de indivíduos com características distintas, tais como raça, etnia, gênero, idade, entre outras, que influenciam, de maneira significativa, a dinâmica de suas gestões. Dentre esta diversidade, destaca-se a questão das diferenças geracionais presentes no universo das organizações. Trazendo esses aspectos para a realidade do Turismo, nota-se o quanto é importante compreender como essas gerações, especialmente a geração Y, estão se inserindo no mercado de trabalho. Assim, o objetivo geral deste trabalho é analisar as percepções da geração Y com relação ao mercado de trabalho. Para seu cumprimento, foi realizada uma pesquisa bibliográfica e empírica, de caráter qualitativo, empregando-se o método do grupo focal aplicado com alunos da Universidade Federal Fluminense. Os principais resultados obtidos foram o singular modo de trabalhar da geração Y dentro das organizações, a incompreensão das demais gerações frente às particularidades e atuações da geração Y no contexto organizacional e o distanciamento existente entre Curso de Turismo da Universidade Federal Fluminense com a realidade do mercado de trabalho.

Palavras-chave


Gestão de Pessoas; Mercado de Trabalho; Geração Y; Universidade Federal Fluminense; Curso de Turismo

Texto completo:

PDF