A Experiência de Visitantes de Museus Portugueses da Região do Algarve

Marlusa de Sevilha Gosling, Mariana de Freitas Coelho, Kelly Cristine Oliveira Meira

Resumo


Os museus são reconhecidos como espaços que contribuem para a aprendizagem. Assim, estudar a percepção dos visitantes pode indicar caminhos para os gestores de museus atuarem para propiciar experiências positivas. O presente estudo oferece uma abordagem integrada para a compreensão da experiência de visitantes de museus. Busca-se estender as evidências teóricas e empíricas das relações causais entre a qualidade em serviços, satisfação, intenção de recomendar e aprendizado efetivo, bem como variáveis pessoais do visitante, a saber: orientação ao aprendizado, orientação à cultura e atitudes. A amostra utilizada é de visitantes de dois museus arqueológicos portugueses, localizados em Silves e Faro. O modelo exploratório de pesquisa é mensurado com base nas técnicas de modelagem de equações estruturais. Os resultados indicam que a qualidade contribui para explicar a satisfação dos visitantes e, a satisfação precede a intenção de recomendar o museu a outros. A orientação ao aprendizado e a orientação à cultura preveem as atitudes dos visitantes. Porém, a atitude possui pouca expressividade para prever a satisfação de visitantes de museus. Os autores agradecem à FAPEMIG pelo auxílio financeiro para o desenvolvimento e suporte desta pesquisa.


Palavras-chave


Experiência turística; Marketing de Museus; PLS-SEM

Texto completo:

PDF