Entrevista com Margareth Carvalho e Professor Eduardo Vilela

Margareth Carvalho, Eduardo Vilela

Resumo


Ao longo dos últimos 4 anos, o Núcleo de Pesquisa em Turismo, coordenado pela professora Deborah Moraes Zouain tem direcionado grande parte dos estudos para investigações relacionadas aos efeitos dos megaeventos esportivos no turismo. Em 2014 foi a vez da Copa do Mundo e em 2016, dos Jogos Olímpicos na cidade do Rio de Janeiro. Muito foi feito e muito ainda temos por fazer. Evidencia-se a necessidade cada vez maior de aproximação dos diferentes atores da sociedade,seja do setor público, privado, universidade e sociedade como um todo para que o turismo possa sim ser trabalhao de forma estratégica para desenvolvimento dos diferentes destinos do Brasil.

Para entender as percepções de diferentes atores em relação a esses efeitos, ao momento que a cidade do Rio de Janeiro vive, assim como oportunidades e desafios para empresários do turismo, num pós-olímpico conturbado por mudanças politicas e econômicas e em um ano que ocorre a Copa 2018 na Rússia, a presente edição da revista conta com duas entrevistas muito interessantes. Uma com a Margareth Carvalho - coordenadora de turismo do Sebrae/RJ – com objetivo de entender mais a percepção de quem atua diretamente com pequenas e médias empresas do turismo na cidade. E uma, com o Professor Eduardo Vilela, professor de turismo da Universidade Federal Fluminense, a fim de observar de forma crítica e construtiva, os desafios para gestores públicos e para o destino como um todo e mais do que isso, para o turismo no Rio de Janeiro - Brasil.


Palavras-chave


Grandes Eventos; Empreendedorismo; Micro-Empresas;

Texto completo:

PDF