Estamos "fartos" de "direitos humanos" ... quando começaremos a falar de "deveres humanos"? A criação de deveres humanos ecológicos para equilibrar os direitos humanos ambientais

Giulia Parola

Resumo


O presente artigo pretende primeiramente examinar, o conteúdo do conceito de "dignidade humana". Esta investigação permitirá analisar a origem histórica e filosófica do termo dignidade em particular nas culturas grega e romana, e a evolução deste conceito no contexto da cultura ocidental, tomando em conta a contribuição específica das tradições  judaico-cristã e a filosófica. O conceito moderno de dignidade humana é a base do reconhecimento de todos os direitos humanos e mostra um caráter essencialmente passivo. Os direitos humanos deveriam, portanto, ser reequilibrados com uma concepção ativa da dignidade humana e por meio do reconhecimento de “Deveres Humanos”. A dignidade da pessoa humana não pode ser apenas ligada à um direito concedido por um poder público, por meio do reconhecimento dos direitos humanos, mas deve tornar-se um valor que  deve ser vinculado a  responsabilidade ecológica, dos próprios "deveres humanos". O objetivo deste artigo é, assim levar em consideração o reconhecimento da categoria dos "deveres humanos "como uma ferramenta para enfrentar mais conscientemente a crise ecológica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.