BIOGRAFIAS DE DARWIN E HISTÓRIA DA EVOLUÇÃO BIOLÓGICA EM MATERIAIS DIDÁTICOS: ENTRE VISÕES “RESUMIDAS” E “CONVENIENTEMENTE CONSTRUÍDAS” E SUAS POSSÍVEIS CONSEQUÊNCIAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Valdir Lamim-Guedes

Resumo


As biografias sobre a vida de Charles Robert Darwin (1809–1882), geralmente, são realizadas utilizando metodologias de estudos históricos ou técnicas jornalísticas. No entanto, há aquelas que falham por “esquecer” de detalhes sobre a vida de Darwin. Com isto, tem-se uma visão equivocada ou estereotipada, tanto do processo evolutivo de forma geral, como da contribuição darwiniana para este. Neste grupo de biografias com visão distorcida estão incluídas aquelas obras de contestação à teoria evolucionista, defendendo uma visão religiosa, incluindo entre estas, livros didáticos de escolas confessionais. Neste estudo analisamos três livros didáticos de biologia da terceira série do ensino médio, sendo um confessional. Foram acessados os trechos referentes à teoria evolutiva, com maior atenção à descrição da vida de Darwin, sobre o seu processo de produção intelectual e a história do darwinismo. Analisamos como os fatos científicos e históricos são apresentados nestes trechos, sobretudo se estes têm respaldos na literatura científica dedicada à história da ciência. Além disto, discutimos como a forma de apresentação destas informações pode influenciar na compreensão da teoria evolutiva, na Alfabetização Científica e a relevância do uso da história da ciência no Ensino de Ciências.

Palavras-chave


Evolução Biológica. Darwin. Lamarck. Ensino de Ciências. Livro Didático.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-2380

 

Indexadores:

Latindex,  Diadorim, Google AcadêmicoSumarios.Org