SUBTRAÇÃO NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO: ESTRATÉGIAS DE CÁLCULO

Gabriela dos Santos Barbosa, Claudia Gomes Araujo

Resumo


Neste artigo descrevemos e analisamos as estratégias de cálculo, inclusive de cálculo mental, que antecedem o uso do algoritmo da subtração e que podem servir de base para se pensar o ensino do mesmo. Para tanto, optamos por discutir com as crianças do terceiro ano do ciclo de alfabetização de uma escola pública de Duque de Caxias situações problema que emergem de um jogo de cartas adaptado chamado rouba monte da subtração. As variações do jogo que apresentamos compõem uma longa intervenção de ensino utilizada numa investigação mais ampla que buscou compreender os procedimentos de resolução de problemas aditivos de 1ª e 2ª extensão, baseada na Teoria dos Campos Conceituais de Gérard Vergnaud. Segundo esta teoria um conceito não pode ser construído de forma isolada. Ele se associa a muitos outros formando um campo conceitual. Assim ocorre, por exemplo, com a adição e a subtração, que formam o campo aditivo ou campo das estruturas aditivas. Entre os principais resultados, destacamos a subtração de dezenas inteiras com apoio na subtração de dígitos, a subtração por meio da decomposição decimal do minuendo, a complementação com base na sequência numérica decrescente e a subtração por meio de pré-algoritmo. 


Palavras-chave


Subtração. Estruturas Aditivas. Teoria dos Campos Conceituais. Cálculo Mental. Ciclo de Alfabetização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-2380

 

Indexadores:

Latindex,  Diadorim, Google AcadêmicoSumarios.Org