QUAL O CONHECIMENTO PARA IMPLEMENTAR O ENSINO EXPERIMENTAL DAS CIÊNCIAS?

António Manuel Dias Domingos, Maria Cristina Oliveira Costa

Resumo


Este artigo tem por objetivo investigar quais são os conhecimentos para implementar o ensino experimental das ciências, nos primeiros anos de escolaridade. Face a um declínio no interesse dos jovens pelas Ciências, vários estudos têm demonstrado que a exposição a atividades experimentais de Ciências, ao nível do ensino básico, tem um impacto positivo nos estudantes, despertando o seu interesse por estas áreas.

Os professores desempenham um papel fundamental na renovação da educação científica e tecnológica. Nesse sentido, foram criados programas de formação em Matemática, Ciências e Tecnologia, com o objetivo de promover o seu desenvolvimento profissional. Com uma metodologia de Teacher Design Research, procura-se que os professores inovem as suas práticas, criando e implementando atividades experimentais hands-on relacionadas com estes tópicos. A recolha de dados foi feita através de observações, entrevistas, focus group, bem como portefólios realizados pelos professores. Serão apresentados três estudos de caso de professores, procurando identificar quais são os conhecimentos que se destacaram no seu desenvolvimento profissional, ao participarem neste programa de formação.

A partir de uma abordagem qualitativa de natureza interpretativa dos dados, conclui-se que são vários os conhecimentos para implementar com eficácia o ensino experimental das Ciências. Estes conhecimentos vão desde Conhecimento do Currículo, do Conteúdo da Matéria a Ensinar, Tecnológico, ou Pedagógico, entre outros. Relativamente ao ensino das Ciências destacamos o Conhecimento de Conteúdo da Matéria a Ensinar, como sendo basilar para a motivação e confiança dos professores para inovarem as suas práticas, bem como o Conhecimento Pedagógico.

Palavras-chave


Conhecimentos dos professores, desenvolvimento profissional, ensino experimental das ciências, ensino básico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-2380

 

Indexadores:

Latindex,  Diadorim, Google AcadêmicoSumarios.Org