O TEATRO DE MARIA CLARA MACHADO COMO CONTEÚDO PARA TRANSMÍDIAS

Sandro Luis costa da silva, Aline Wendpap Nunes de Siqueira

Resumo


O presente estudo investiga do viés comum que perpassa o conjunto das obras da escritora Maria Clara Machado, publicadas entre 1950 e 2000, desenvolvendo uma reflexão acerca da ambivalência comunicacional desta dramaturgia. Dentre trinta peças teatrais escritas e publicadas, que é o legado deixado por Maria Clara Machado, esta pesquisa analisa o subtexto e as suas possibilidades para transmídias de três importantes textos teatrais dessa autora que são: Pluft, o fantasminha-1955, A menina e o vento-1963 e O dragão verde-1984. A fundamentação teórica para este trabalho parte da   obras A psicanálise dos contos de fadas de Bruno Bettelheim (1980), dialogando com outros autores como Mikhail Baktin e Volochinov, Nestor García Canclini, John Thompson e Raymond Williams.


Palavras-chave


Linguagem, crítica, símbolos e transmídias.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.