ESTUDO SOBRE A OCORRÊNCIA DE HELMINTOS MONOGENEA, DIGENEA E NEMATODA PARASITANDO PEIXES DA ESPÉCIE Trachelyopterus striatulus (STEINDACHNER, 1877) (SILURIFORMES:AUCHENIPTERIDAE) PROVENIENTES DO RIO GUANDU (RJ)

Anderson da Costa de Almeida Silveira, Karina da Silva Silveira de Almeida, Simone Chinicz Cohen

Resumo


O presente trabalho tem como principal objetivo analisar a fauna helmintológica do hospedeiro Trachelyopterus striatulus (Steindachner, 1877), proveniente do rio Guandu, no Estado do Rio de Janeiro. Assim, foram capturados por pescadores 46 espécimes de T. striatulus neste rio, no período de agosto de 2009 a janeiro de 2010, onde os mesmos foram transportados para o Laboratório de Helmintos Parasitos de Peixes (IOC/FIOCRUZ) e foram necropsiados, retirando-se os órgãos e analisando-os em microscópio estereoscópico para detecção e coleta de parasitos.  Posteriormente, estes parasitos foram fixados e processados de acordo com a metodologia específica para cada grupo. Os mesmos foram então estudados em microscópio óptico, onde foi possível identificar a presença de duas espécies de monogenéticos do gênero Cosmetocleithrum; 1 espécie de digenético de Diplostomum (Austrodiplostomum) compactum e 1 espécie de nematódeo do gênero Cucullanus. Além da contribuição para o registro de helmintos que compõem a fauna parasitária da espécie T. striatulus, os resultados obtidos permitiram verificar um alto parasitismo por monogenéticos, o que evidencia que o rio Guandu vem sofrendo ações antrópicas poluidoras, uma vez que estes parasitos se reproduzem e proliferam muito em águas deterioradas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.